Lupa Cultural Image Map

domingo, 29 de janeiro de 2012

"Mazzimo Silenzio" Nove mil lâmpadas em sincronia no Rio de Janeiro

,
O artista plástico italiano, Giancarlo Neri, inaugurou na última sexta-feira, 27 de janeiro, a instalação “Massimo Silenzio” — Máximo Silêncio.  A primeira vez que obra foi exposta foi para o Circo Massimo, em Roma. Na ocasião, a exposição recebeu cerca de 300 mil pessoas em apenas cinco dias. Depois de passar por Madri e Dubai, agora, os globos luminosos e multicoloridos de Neri desembarcaram na Praça Paris, no Bairro da Glória, no Rio de Janeiro, pelo programa de arte pública do Oi Futuro.

Foto: Gabriela Sant' Anna
Com cerca nove mil lâmpadas o italiano transformou a Praça Paris em um jardim mágico em que as flores mudam de cor a cada 12 segundos. De acordo com Neri, os globos em exposição são bem simples, de um material próximo ao kitsch — muito usado pelos chineses. O artista programou a obra para ter uma descontinuidade luminosa, que resulta em pulsações multicoloridas dando um movimento único para a instalação que ficará em exibição até o dia 4 de fevereiro.

Foto: Gabriela Sant' Anna
A intenção do italiano, como declarou ao crítico Achile Oliva, é provocar o mesmo estado de emoção em uma criança de seis anos, mas também, tomando emprestadas suas próprias palavras, na sua  "tia Margherita, que tem mais de 70 e foi professora da escola primária”.


 
— Parece que o autor conseguiu essa façanha. Ontem, quando fui visitar a exposição, a Praça Paris estava cheia de pessoas de todas as idades com as mesmas expressões: Que bonito! É lindo não é? — Ou simplesmente lhes cabia o silêncio — Principalmente o dos casais.


Como sempre, a ideia da obra nasceu de um fato cotidiano. A mulher do artista comprou uma luminária na megaloja Ikea, mas, ao contrário do efeito que pretendia criar com lâmpadas brancas, a luminária alternava tons coloridos.  



Giancarlo Neri

Neri não parece ser um artista de galerias, ou melhor, suas galerias são ao céu aberto. O italiano prefere trabalhar em locais em que as suas obras possam ser vistas pelas pessoas. Seu primeiro trabalho foi realizado em 1981, desde então, ele  sempre optou por instalar suas obras no meio da paisagem urbana. 

Em sua primeira exposição pública, Neri usou os prédios em frente ao seu apartamento aplicando pinturas sobre um painel colocado nas janelas. Após isso, o artista chamou as pessoas para verem a paisagem alterada de seu próprio ponto de vista — a janela de sua casa.



Serviço:
Data: sexta-feira, 27 de janeiro de 2012 - sábado, 4 de fevereiro de 2012
Horários: das 19h00 às 24h00
Local: Praça Paris - Glória, Rio de Janeiro
Entrada Franca


Máximo Silêncio, de Giancarlo Neri, em Madri!

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Boa música e final de semana

,
Enfim chegou a tão esperada sexta-feira! Melhor do que chegar o final de semana é chegar o fim do expediente na sexta-feira e ligar o rádio bem alto no caminho até em casa sabendo que amanhã ninguém vai trabalhar. Pensando nisso (obviamente pensei no início da semana, quando eu já sonhava com a lindeza desse dia), separei algumas músicas de que gosto muito e também pedi para as meninas do blog me mandarem uma sugestão.

Começo indicando uma do novo CD da Mallu Magalhães. Assumo que não gosto de suas primeiras gravações, mas o álbum Pitanga revelou uma Mallu mais madura, com um som gostoso lembrando fim de tarde na praia:


Parei para selecionar as músicas que gostaria de indicar e são tantas e tantas, que escolhi apenas algumas hoje. As outras vão ficar para um próximo post. Aproveitem!



Comentário rápido: caí da cadeira quando descobri esse vídeo do Hugh Laurie com o Jamie Cullum!

As meninas indicaram:
Camila - Corcovado
Gabriela - Bedshaped
Lays - Maybe Tomorrow

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Biblioteca virtual para os fãs de Paul McCartney

,


Em janeiro de 2012, a HP disponibilizou aos fãs de ex-Beatle uma biblioteca com mais de mil itens. Desde julho de 2011, quando a parceria entre a empresa e o cantor foi anunciada começou o processo de digitalizar, catalogar e organizar fotos, vídeos, músicas e informações de todos os tipos.

O mais interessante é que a biblioteca é interativa, o botão “I was there” serve para que o fã indique que esteve em algum dos shows. Além disso, também é possível enviar seus próprios registros, como fotos e vídeos pessoais.

Este material ficará disponibilizado junto aos demais conteúdos oficiais. Na sessão de mapas, por exemplo, você escolhe um show e uma cidade específica para ver todo o conteúdo multimídia, oficial e enviado por usuários.

O site possui partes gratuitas e outras em que é necessário ter conta premium, mas melhor do que ler é ver e mexer né?! Então confira:  Paul Mccartney.

Foto: SXC

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Academia de Hollywood anuncia os indicados ao Oscar 2012

,
Já conhece a lista de filmes indicados para a 84ª edição do Oscar? As produções, que vão concorrer ao prêmio máximo do cinema hollywoodano na cerimônia do dia 26 de fevereiro, foram anunciadas nesta terça-feira, 24 de janeiro. 



O anúncio foi feito  pelo presidente da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood, Tom Sherak, acompanhado pela atriz Jennifer Lawrence, do filme Inverno da Alma (2010), no Samuel Goldwyn Theater, em Beverly Hills.

Na categoria melhor filme, concorrem "A Árvore da Vida", de Terrence Malick, "O Artista", de Michel Hazanavicius, "Meia Noite em Paris, de Woddy Allen e outros.

O Brasil aparece na categoria de "Melhor canção original", por Real in Rio, do filme Rio. A música é de Sérgio Mendes e Carlinhos Brown.

Veja a lista:

Melhor Filme Estrangeiro
Bullhead - Michael R. Roskam (Bélgica)
Monsieur Lazhar - Philippe Falardeau (Canadá)
A Separação - Asghar Farhadi (Irã)
Footnote - Joseph Cedar (Israel)
In Darkness - Agnieszka Holland (Polônia)


Melhor Filme
O Artista 
Os Descendentes 
Histórias Cruzadas
A Invenção de Hugo Cabret
Meia-Noite em Paris
O Homem que Mudou o Jogo
Cavalo de Guerra
A Árvore da Vida 
Tão forte e Tão perto

Melhor Diretor

Alexander Payne, Os Descendentes
Martin Scorcese, A Invenção de Hugo Cabret
Woody Allen, Meia-Noite em Paris
Michel Hazanavicius, O Artista
Terrence Malick, A Árvore da Vida

Melhor Ator

Brad Pitt - O Homem que Mudou o Jogo
Demian Bichir - A Better Life
George Clooney - Os Descendentes
Jean Dujardin - O Artista
Gary Oldman - O Espião que Sabia Demais

Melhor Atriz

Viola Davis, Histórias Cruzadas
Glenn Close, Albert Nobbs
Meryl Streep, A Dama de Ferro
Michelle Williams, Sete Dias com Marilyn
Rooney Mara , Millennium - Os Homens que Não Amavam as Mulheres

Melhor Ator Coadjuvante
Kenneth Branagh, Sete Dias com Marilyn
Jonah Hill, O Homem que Mudou o Jogo
Nick Nolte, Guerreiro
Christopher Plummer, Toda Forma de Amor
Max von Sydow, Tão Forte e Tão Perto

Melhor Atriz Coadjuvante
Bérénice Bejo,O Artista
Jessica Chastain, "Histórias Cruzadas
Melissa McCarthy, Missão Madrinha de Casamento
Janet Mcteer, Albert Nobbs
Octavia Spencer, Histórias Cruzadas
 Melhor Roteiro Original
Meia-Noite em Paris (Woody Allen)
Missão Madrinha de Casamento (Annie Mumolo e Kristen Wiig)
O Artista (Michel Hazavanicius
Margin Call (J.C. Chandor)
A Separação (Asghar Farhadi )

Melhor Roteiro Adaptado
"Os Descendentes" (Alexander Payne, Nat Faxon e Jim Rash)
"A Invenção de Hugo Cabret" (John Logan)
"O Homem que Mudou o Jogo" (Steven Zaillian e Aaron Sorkin)
George Clooney, Grant Heslov, Beau Willimon ("Tudo pelo Poder")
O Espião que Sabia Demais” (Bridget O'Connor e Peter Straughan)


Melhor Animação
Kung Fu Panda 2
Um Gato em Paris
Chico e Rita
Gato de Botas
Rango

Melhor trilha sonora
"As Aventuras de Tintim - O Segredo do Licorne"
"O Artista"
"A Invenção de Hugo Cabret"
"O Espião que Sabia Demais"
"Cavalo de Guerra"

Melhor canção original
"Man or Muppet", de "Os Muppets"
"Real in Rio", de "Rio"

Melhor edição
"O Artista"
"Os Descendentes"
"Os Homens que Não Amavam as Mulheres"
"A Invenção de Hugo Cabret"
"O Homem que Mudou o Jogo"

Melhor figurino
"Anônimo"
"O Artista"
"A Invenção de Hugo Cabret"
"Jane Eyre"
"W.E. - O Romance do Século"

Melhor fotografia
"O Artista"
"Os Homens que Não Amavam as Mulheres"
"A Invenção de Hugo Cabret"
"Árvore da Vida"
"Cavalo de Guerra"

Melhor maquiagem
"Albert Nobbs"
"Harry Potter e as Relíquias da Morte - Parte 2"
"A Dama de Ferro"

Melhores efeitos visuais
"Harry Potter e Relíquias da Morte: Parte 2"
"A Invenção de Hugo Cabret"
"Gigantes de Aço"
"Planeta dos Macacos: A Origem"
"Transformers: O Lado Oculto da Lua"

Melhor direção de arte
"O Artista"
"Harry Potter e as Relíquias da Morte - Parte 2"
"A Invenção de Hugo Cabret"
"Meia-Noite em Paris"
"Cavalo de Guerra"

Melhor edição de som
"Drive"
"Os Homens que Não Amavam as Mulheres"
"A Invenção de Hugo Cabret"
"Transformers: O Lado Oculto da Lua"
"Cavalo de Guerra"

Melhor mixagem de som
"Os Homens que Não Amavam as Mulheres"
"A Invenção de Hugo Cabret"
"O Homem que Mudou o Jogo"
"Transformers: O Lado Oculto da Lua"
"Cavalo de Guerra"

Melhor curta-metragem de animação

"Dimanche/Sunday"
"The Fantastic Flying Book of Mr. Morris Lessmore"
"La Luna"
"A Morning Stroll"
"Wild Life"

Melhor curta-metragem
"Pentecost"
"Raju"
"The Shore"
"Time Freak"
"Tuba Atlantic"

Melhor curta documentário

"The Barber of Birmingham: Foot Soldier of the Civil Rights Movement"
"God is the Bigger Elvis"
"Incident in New Baghdad"
"Saving Face"
"The Tsunami and the Cherry Blossom"

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Arte de Rua, pelo italiano Blu

,
Sempre tive certa admiração por arte de rua. Andando pelas ruas mais antigas ou mesmo passando em frente aos prédios esquecidos de Ribeirão Preto, para mim sempre foi um passatempo tentar entender cada desenho grafitado e até mesmo simplesmente observá-los - mesmo jamais questionando quem seriam os autores.
E foi andando pelas ruas de Lisboa, quando tudo me encantava mais do que o esperado, que eu me deparei pela primeira vez com o trabalho do italiano Blu. Um artista cujo verdadeiro nome é mantido no anonimato, mas que tem feito sucesso por vários muros de diversos cantos do mundo com suas alfinetadas em grafite e em stop-motion. Seguindo o conceito de arte de rua, seus trabalhos exalam suas críticas sociais com certa ironia, muita criatividade e, algumas vezes, nenhum pudor.
Foi em 1999 que Blu iniciou sua arte pelo centro histórico de Bolonha, sua provável terra Natal. Seus trabalhos passaram a ser reconhecidos internacionalmente a partir de 2004, quando começou a participar de exposições coletivas e individuais. Seu website é uma espécie de Moleskine, onde guarda arquivados seus trabalhos, datados a partir do ano de 2000.
Como foi dito antes, Blu não ficou conhecido apenas com suas pinturas. Já é famoso na internet com seus trabalhos em stop-motion (técnica em animação) e seu trabalho mais recente nessa categoria é o Big Bang Big Boom. O vídeo retrata a evolução humana, dando vida ao grafite com um final um tanto trágico em 3D:


Produção: ARTSH.it /Trilha Sonora: Andrea Martignoni

Foto: Blu / Madri, Espanha



Foto: Blu / Lisboa, Portugal

Foto: Blu / Pluga, Itália

Para conhecer outros trabalhos do artista, clique aqui.

sábado, 21 de janeiro de 2012

Casal fotografa os pés em diferentes lugares do mundo

,
De onde nascem as ideias? Eu suponho que das situações mais banais do cotidiano — já diria Luiza. Um projeto fotográfico, por exemplo, pode surgir de um clique bem corriqueiro: fotos dos pés. É comum encontrar nos álbuns de amigos nas redes sociais fotos de pés sozinhos, pés em grupo ou pés de casais apaixonados. Esse último, se encaixa o projeto Feet First (Pés Primeiro).

                                                                         Onde tudo começou, Brighton, Inglaterra


Em 2005, após registrarem uma imagem dos seus pés apontando para o mar na praia de Brighton, na Inglaterra, o fotógrafo Tom Robison e sua namorada Verity pensaram que aquela seria uma boa forma de documentar suas viagens — com a visão dos pés do casal.

O projeto já contém em sua coleção mais de 90 fotografias que não incluem apenas pontos turísticos das viagens, mas também momentos mais íntimos, como uma parada para descansar dentro de um trailer. Entre os países visitados pelos namorados estão Portugal, Inglaterra, Tailândia, Honduras e México.

Em 2011, uma surpresa, Verity estava grávida. O fato serviu para outra vez acender uma lâmpada na cabeça de Tom. Dessa vez ele decidiu fotografar a reação das pessoas ao saber da notícia. 

Intitulado “I’m going to be a dad” (Eu vou ser papai), esse outro projeto não pausou o de fotografar os pés, pelo contrário, acrescentou um novo par, os pequenos pés de Matilda, a filha do casal.



Veja abaixo as fotos que nós mais gostamos do projeto:

  Machu Pichu

  Albergue na Nicarágua

  Parada para uma massagem nos pés - Tailândia

  Croácia

 Novos pés para o projeto, os de Matilda, filha do casal

  Portugal

Clique aqui para ver mais fotos do projeto

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Relembre os casais mais bonitos do cinema

,
Por vezes queríamos estar dentro da telona só para viver aquelas incríveis histórias de amor, casais que se completam e são perfeitos. Ainda não é o Dia dos Namorados e na verdade a data que se aproxima é o Carnaval, época em que poucos pensam em romance, mas existem por ai algumas românticos “incuráveis” que se deliciam com esses casos de amor.

Selecionamos alguns dos casais mais fofos que já apareceram em filmes. Existem outros,  existem muitos, mas escolhemos seis de produções novas e antigas com histórias envolventes e que fazem nossos olhos brilharem e acreditarem que tudo é possível:


Dirty Dancing – Ritmo quente: Johnny Castle (Patrick Swayze) e Baby (Jennifer Grey).

Quem não ficou com vontade de fazer aulas de dança para ver se encontrava um Johnny Castle (Patrick Swayze)?rs. O filme conta aquela velha história do pai da moça não gostar do rapaz, mas o clima dançante e envolvente do filme muda o clichê e o torna encantador. Tanto que até hoje o filme faz sucesso. Sem contar que a química dos dois faz com que qualquer um se apaixone e queira dançar com eles.


Amor e outras drogas: Jamie Randall (Jake Gyllenhaal) e Maggie Murdock (Hathaway).

Apesar de ser uma comédia romântica o filme soube falar sério na medida certa, mostrando a doença de Maggie sem exageros e dramalhões, sendo até informativo sobre o Mal de Parkinson. O casal rompe uma barreira mostrando que nem sempre um precisa ser certinho e o outro safado, nesse caso ambos curtem a vida e não querem se envolver, chegando ao ponto de nunca terem dito um “te amo” para alguém. Mas quando se encontram algo acontece, não é só mais um encontro casual. O filme mostra que sim, todos são capazes de se envolver quando realmente são tocados por alguém. Como diz uma das frases finais: ‎Você encontra milhares de pessoas e nenhuma delas te tocam, e então encontra uma pessoa, e sua vida muda. Para sempre.

Brilho eterno de uma mente sem lembranças: Joel (Jim Carrey) e Clementine (Kate Winslet).

Um casal que tenta fazer o relacionamento dar certo, mas o fracasso chega e com ele Clementine decide que vai esquecer Joel para sempre e se submete a um tratamento experimental, que retira de sua memória os momentos vividos com ele. Joel fica magoado e entra em depressão, decide fazer o mesmo. Porém o amor não depende de memórias e prova que pode superar até mesmo a ciência.


A Lagoa Azul: Emmeline (Brooke Shields) e Richard (Christopher Atkins)

O filme tem mais de 30 anos e todos já assistiram, ou ao menos ouviram falar do clássico da Sessão da Tarde, Rede Globo. O casal que cresce junto e acaba descobrindo o amor, não só o amor de irmãos que nutriam desde pequenos, já que foram parar em uma ilha paradisíaca depois de um naufrágio quando eram muito pequenos. Um amor puro e ingênuo, pois descobrem tudo diante de suas vontades e desejos, tudo surge naturalmente.


Meu primeiro amor: Vada Sultenfuss (Anna Chlumsky) e Thomas J. Sennett (Macaulay Culkin)

O filme de 1991 também já foi visto diversas vezes na Sessão da Tarde, Rede Globo. Conta com um casal inocente e uma história que nos faz recordar nossos próprios momentos. Quem nunca teve um amigo como Thomas? Quem consegue esquecer o primeiro beijo? E o primeiro amor? Thomas é o melhor amigo de Vada, aquele que a entende e ajuda, até que em plenas férias de verão acaba acontecendo o primeiro beijo da vida dos dois. Aquele primeiro beijo, como em minha época, na qual um estalinho era um beijo que causava borboletas no estômago rs.

Shrek: Shrek e Fiona

Para representar os diversos casais fofos das animações cinematográficas os escolhidos foram: Shrek e Fiona. Não tem quem não se encante com a história dos ogros mais apaixonantes. Ele vira príncipe por ela e ela se mantém ogra por ele. Como dizem nas redes sociais “Shrek mostra que a pessoa não precisa ser perfeita pra você amá-la”. Eles não se entendem às vezes e ainda sim mostram que o amor pode ser maior que qualquer diferença e dificuldade, que a rotina vai existir em qualquer relacionamento só resta saber lidar com ela para continuar ao lado de quem se gosta. 

E você, qual o seu casal prefiro das telonas?

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Veja quais são os semifinalistas do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro

,

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood divulgou na última quarta-feira, 18 de janeiro, a lista dos filmes pré-selecionados para disputar o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro. O Ministério da Cultura do Brasil escolheu “Tropa de Elite 2”, dirigido por José Padilha, para concorrer nessa categoria. Para recordar, em 2008 o Brasil recebeu o prêmio com o filme “O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias”, de Cao Hamburguer. Na época, o primeiro “Tropa de Elite” também estava inscrito na disputa.

Dentre os 63 longas inscritos, os nove semifinalistas são: "Monsieur Lazhar", de Philippe Falardeau (Canadá); "Superclásico", de Ole Christian Madsen (Dinamarca); “Bullhead", de Michael R. Roskam (Bélgica); "Pina", de Wim Wenders (Alemanha); "Omar Killed Me", de Roschdy Zem (Marrocos); "A Separação", de Asghar Farhadi (Irã); "Footnote", de Joseph Cedar (Israel); "In Darkness", de Agnieszka Holland (Polônia); e "Warriors of the Rainbow: Seediq Bale", de Wei Te-sheng (Taiwan). A Academia divulgará a lista com os cinco finalistas no próximo dia 24.

De acordo com o que foi divulgado pela Academia de Hollywood em 11 de janeiro, o californiano cineasta e mestre dos efeitos especiais, Douglas Trumbull será homenageado no Oscar com o Gordon E. Sawyer Award. O prêmio é um Oscar honorário destinado àqueles cujas contribuições tecnológicas tenham trazido benefícios à indústria cinematográfica. A homenagem será realizada na cerimônia do Oscar, dia 26 de fevereiro no Kodak Theatrer, em Los Angeles.

Alguns trabalhos de Trumbull: “Uma Odisséia no Espaço”; “Contatos Imediatos de Terceiro Grau”; “Jornada nas Estrelas – O Filme”; Blade Runner – O Caçador de Andróides”; e o mais recente, “A Árvore da Vida”.

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Câmeras viajantes: Projeto Memórias Descartáveis

,
O que acontece quando mais de 400 câmeras são espalhadas por diferentes lugares ao redor do mundo? Talvez o primeiro estalo seja roubo, claro. Mas a ideia do diretor criativo Matthew Knight prova o contrário.
 
The Diposable Memory Project — Projeto das Memórias Descartáveis — começou em abril de 2008, quando Knight deu início à façanha de espalhar as máquinas fotográficas em locais públicos. A ação esbarra com o conceito de rede social ao informar que o objetivo de deixar câmeras para desconhecidos é compartilhar a jornada e as histórias de diferentes pessoas e culturas.

Quase como uma caça ao tesouro, quem encontrar um dos aparelhos disponibilizados por Knight recebe uma espécie de missão: fotografar e passar adiante. Com essa meta, o projeto tem o intuito de passar as máquinas pela maior quantidade de mãos possíveis. O Disposable Memory conseguiu não só alavancar uma empreitada, como também unir outras pessoas nessa rede global de imagens.

Para que o projeto continue crescendo e o número de câmeras aumente, os participantes da rede pedem ajuda às pessoas.  Segundo o site oficial, para fazer parte do Diposable Memory basta deixar uma câmera em algum lugar com uma mensagem à la Alice no País das Maravilhas: “Por favor, me pegue”.

Até o momento, 31 máquinas já retornaram para as mãos do diretor, que divulga as imagens no site das “Memórias Descartáveis”. Desde que a primeira câmera partiu em viagem, já foram visitados mais de 70 países e mais de 700 mil quilômetros percorridos.

No Brasil, de acordo com o mapa da página do Diposable Memory, foram deixadas duas câmeras em São Paulo. Uma já foi encontrada — ainda não devolvida —, a outra, de número 221, ainda espera um companheiro de viagem — quem sabe não pode ser você? 

Algumas das fotografias descartáveis:

Entregue a Ibrahim, um vendedor de suco na praia de Fajara, que passou ao redor da aldeia antes de ser devolvido.

Câmera 162 - Encontrada pela primeira vez em Londres. A câmera passou uma estadia na Alemanha e na Groelândia.


A câmera 29 foi a primeira a retornar para o projeto depois de umas férias na Califórnia.


Depois de ser encontrada em Amsterdã, a câmera 22 acabou nos Países Baixos.


A câmera 134 pegou o avião de Londre até Cape Town, África do Sul.


Para ver mais fotos do projeto clique aqui


segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Lego na decoração

,

Pensar em Lego - sim aquelas pecinhas coloridas - lembra logo a infância. Mas o que você pensaria sobre uma parede de Lego em sua casa? Sim, hoje em dia os quadradinhos que se encaixam não são mais utilizados só por crianças, adultos andam construindo mesas, anéis e objetos decorativos incríveis, super fáceis de fazer e ainda rendem diversão para o construtor - afinal, era muito bom passar horas e horas ali brincando com as pecinhas.

Para decoração podem ser utilizadas em qualquer cômodo como divisórias, mesas ou qualquer objeto de decoração que sua imaginação pedir. E ainda podem ser coloridos ou na cor que preferir, sem ter problemas de “não fabricamos nessa cor”, pois quem escolhe é você. Um detalhe curioso, a maioria dos projetos não utiliza cola e nem nada parecido, apenas as peças do brinquedo.

Selecionamos quatro ideias feitas com Lego para você se inspirar:

-> Gostamos muito do projeto da agência Npire, que o site Home DSGN publicou. Eles separam a cozinha com uma divisória toda feita de Lego, para isso trabalharam durante um ano e gastaram 55.000 peças.


-> Em 2011, a estação de St. Pancras, em Londres, teve uma árvore de Natal diferente, toda de Lego. Foram utilizadas 600 mil peças para confeccioná-la, os enfeites também eram de peças do brinquedo. De acordo com a notícia publicada no jornal britânico The Guardian, é a maior árvore de Lego já construída no mundo.



-> O blog Arte Crie mostra algumas ideias de como utilizar as pecinhas na cozinha ou na decoração. Uma delas é a fruteira de Lego, poderia ainda ser da cor da fruta, assim quando mudar refaz e se diverte um pouco.


-> As mesas criadas pela agência Boys and Girls, são super diferentes, apenas um suporte de aço e um vidro por cima, mas a graça fica por conta dos Legos que formam a mesa.



sábado, 14 de janeiro de 2012

Filhas de Gaia faz desfile Afro Samurai no 20° Fashion Rio

,
Renata Salles e Marcela Calmon, estilistas da grife "Filhas de Gaia", apostaram na fusão de dois lugares bem diferentes — Japão e África —, para a coleão outono-inverno 2012 da marca. Inspiradas pelos traços do mangá "Afro Samurai", de Takashi Okazaki, em que força de um guerreiro samurai está na cabeleira Black Power, Renata e Marcela colocaram nas passarelas da 20º edição do Fashion Rio a delicadeza nipônica e o colorido do continente africano. 



Apesar do atraso no começo do desfile, a Filhas de Gaia impressionou pela sensualidade e elegância das peças apresentadas, com fendas nas pantalonas e nos longos assimétricos. Unindo o artesanal ao hight-tech, a marca também ficou longe dos tecidos pesados do inverno e investiu nas sobreposições de transparências e franzidos bicolores, que faziam uma breve reverência a tribo Massai, do Quênia.


Foto: Gabriela Sant' Anna
Da África também veio a clássica estampa animal print e os saturados colares de bambu. Os acessórios, a maquiagem e o penteado — um coque no topo da cabeça — fizeram uma menção a mulher girafa africana e as gueixas orientais. 

Para os pés, a Filhas de Gaia mais uma vez chamou Jorge Bischoff, que calçou essa nova tribo com ankle boots. Como a própria marca classificou no release da coleção outono-inverno 2012, "a África resgata a herança global dos desenhos coloridos que trazem a sensação étnica. [...] O gigantismo do oriente enche os olhos na proporção em que a estamparia surge na passarela".

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Exposição sobre a "Índia" no CCBB RJ divide opiniões

,


Desde outubro de 2011, o Centro Cultural do Banco do Brasil - CCBB conta com a exposição "Índia", que faz parte da comemoração dos 22 anos do local. A mostra abrange os três mil anos da cultura indiana, reunindo elementos antigos e  contemporâneos. Para ajudar o visitante a entender melhor a diversidade de etnias, religiões e línguas oficiais país estão expostos objetos como roupas tradicionais, cartazes dos filmes de Hollywood e retratos de figuras religiosas. Com curadoria de Pieter Tjabbes, esta foi maior exposição de 2011, ocupando 18 salas com mais de 300 obras divididas em quatro módulos: Homens, Deuses, Formação da Índia Moderna e Arte Contemporânea.

O acervo conta com peças dos museus de Arte Asiática (Berlim), Rietberg (Zurique) e Volkenkunde (Leiden, na Holanda), além de itens de instituições privadas e de colecionadores particulares indianos. As obras de idade mais remota são as do segmento religioso, a exemplo da escultura em pedra do ano 200 a.C. que representa uma deusa mãe, equivalente às imagens de nossa senhora, para os católicos. No final do percurso, aguarda o público uma ambientação cenográfica, onde é permitido fotografar, constituída de um riquixá, um triciclo motorizado usado como táxi (chamado tuk tuk) e três manequins vestidos com figurinos típicos.

Apesar de ser uma ótima opção cultural, a mostra está dividindo opiniões. Existe o grupo dos que amaram a exposição e querem viajar o mais breve possível para a Índia e os que a acharam que um pouco exagerada. Diego Rocha, Turismólogo, 22 anos, acredita que a exposição ficou ilusória mostrando uma Índia como ela não é,  já Leonardo Messias, 33 anos, se encantou com o que viu “adorei, fiquei encantado, e com mais vontade ainda de conhecer a Índia, pois só de ver já fiquei assim imagine vivenciando tudo?”. Então o melhor a fazer é ir visitar a exposição que fica no CCBB até o dia 29 de janeiro e tirar suas próprias conclusões, conte-nos depois o que achou.

Foto: CCBB

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Arte no guarda-roupa: pinturas que inspiram a moda

,
Que Audrey Hepburn é inspiração para as milhares de bonequinhas de luxo do século 21 você já sabe. Da era de ouro dos musicais de Hollywood até as superproduções com tecnologia de terceira dimensão, já passaram pelas ruas mulheres com o cabelo comportado de Greta Garbo, roupas masculinas de Diane Keaton — no filme Annie Hall — e os acessórios delicados da queridinha dos indies, Zooey Deschanel.


O cinema é sem dúvida um ditador das roupas que estarão penduras no cabide. Mas e se os ícones da moda fossem inspirados por uma outra arte? Embora inusitada, não é nova a ideia de trajar obras de artistas plásticos como Renoir, Van Gogh e Monet. Já nos anos 60, o estilista Yves Saint-Laurent juntou os dois ingredientes — arte e moda — em uma mesma receita com a Coleção Mondrian, inspirada no artista holandês homônimo.


Mondrian por Yves Saint-Laurent
Na última edição da Semana de Moda de Nova York, em setembro de 2011, as passarelas também se transformaram em um verdadeiro museu a céu aberto. A grife Rodarte, das irmãs Laura e Kate Mulleavy, apostou na noite estrelada e nos girassóis de Van Gogh para compor a coleção primavera verão 2012 da marca.


Grife Rodarte na última Semana de Moda em NY
O designer de sapatos, Christian Louboutin, também apostou na elegância dos quadros para compor o lookbook outuno-inverno 2011. Com a ajuda do fotógrafo Peter Lippmann, Loubotin recriou pinturas famosas de artistas como François Clouet e Jean-Baptiste-Camille, com uma pequena adição — os sapatos da grife.





Pensando nesta associação entre peças do vestuário e aquarela, selecionamos cinco modelos para você se inspirar:

1. Estilista Emanuel Ungaro e Andy Warhol



   Ungaro, nos anos 90, se inspirou no precursor do Pop Art, Andy Warhol, para compor a estampa deste vestido da Parallèle


2. Jean Paul Gaultier e Lucas Cranach


O quadro Porträt der Herzogin Katharina von Mecklenburg, foi a aposta do estilista Jean Paul Gaultier para este vestido primavera-verão, de 2005. 


3. Tom Wesselmann for Yves Saint-Laurent


Sem dúvida, Saint-Laurent é um apaixonado por artes. Desde a coleção Mondrian, em 1965, o estilista já costurou Picasso, Delacroix e também Wesselmann, que também foi um dos principais nomes do Pop Art nos anos 60.  


4. Henri Matisse e Vivienne Westwood

Os contornos da série Femmes et Singes, de Henri Matisse, estamparam o vestido da coleção "Nostalgia of Mud" de Vivienne Westwood.

5. McQueen e Escher

As peças da coleção 2009 outono-inverno de Alexander McQueen deram espaço para as famosas metamorfoses do holândes M.C. Escher.

 

Lupa Cult Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger Templates